terça-feira, novembro 28, 2006

Robaldo no forno


Hoje foi um daqueles dias terríveis. Muito trabalho, muito trânsito e muita vontade de chegar a casa e não fazer nada. Mas tal não é possível. Se eu passo bem com uma sopinha (que tenho sempre pronta no frigorífico), com os outros já não é bem assim....
Para piorar, lembrei-me, quando estava no meio do trânsito, que não deixei nada a descongelar. Antes de chegar a casa, uma paragem no supermercado. O cansaço é tanto que procuro uma coisa rápida de fazer e que não me obrigue a sujar muita louça. Olho para a carne e... não.
Passo pela peixaria e que tal comprar uns robalos? É o que faço. Como não são grandes compro três (um por pessoa). É claro que o peixe não é de alto mar, veio de um viveiro ali para os lados do Algarve! O sabor, em relação ao de água salgada, não é comparável, mas é uma alternativa saudável.

Além disso, o jantar de hoje está resolvido!!!


Receita:

Começo por ligar o forno. Coloco cada um dos peixes numa folha de papel de alumínio (uma por cada peixe), regando o robalo com azeite e temperando com sal e dois a três dentes de alho picados (ou inteiros). Fecho bem a folha, de modo a que nenhum dos ingredientes "salte" cá para fora. Coloco os três embrulhos num tabuleiro e vai ao forno a uma temperatura média por 20 a 30 minutos! Já está. Pode sempre acompanhar com uma batata cozida, aproveitando para regar com o azeite em que peixe assou.
Além de saudável é um prato agradável. Por vezes, também faço com lombo de salmão fresco. Neste caso, além do azeite, alho e sal, coloco igualmente sumo de limão, já que se trata de um peixe gordo. E como gosto do salmão "mal-passado" deixo ficar menos tempo no forno.

BOM AETITE

2 comentários:

Tere disse...

ai robalinho tão bom, gosto bastante

mal-cozinhado disse...

É verdade Teresa. Mas o melhor é de mar, grelhadinho....