quarta-feira, fevereiro 28, 2007

BISCOITOS DE AZEITE


Foram a minha estreia na tentativa de fazer biscoitos. E não saíram mal. Pouco doces, mas saborosos. Para a próxima tentarei apenas que tenham um tamanho mais uniforme...
A receita foi do Roteiro Gastronómico de Portugal.

Ingredientes:
- 4 ovos
- 125 g de açúcar
- 1,2 dl de azeite
- 500g de farinha
- 1 colher de sobremesa de canela em pó


Confecção:
Bater bem o açúcar com 2 ovos inteiros e 2 gemas. Adicione o azeite e bata bem. Junte a canela e a farinha e continue a bater até obter uma massa ligada. Tenda a massa em rolinhos, dê-lhes a forma que entender e coloque-os sobre um tabuleiro, polvilhado com farinha. Pincele os biscoitos com as claras que sobraram e polvilhe com açúcar e canela.
Coza em forno quente durante cerca de 20 minutos.
Deixe arrefecer antes de os guardar numa caixa hermética.

segunda-feira, fevereiro 26, 2007

QUICHE DE GALINHA


Um dia destes sobrou-me uma galinha estufada com ervilhas que era uma pena desperdiçar. Mas também não me apetecia comer da mesma forma. Decidi, então, fazer uma quiche que resultou bastante bem. Óptimo para uma refeição rápida e mais ligeira.
Aí vai.

Ingredientes
- galinha estufada com ervilhas
- 1 lata de cogumelos laminados
- 4 batatas médias
- 2 cenouras
- 1 pacote de natas frescas (200 ml)
- 3 ovos
- salsa picada q.b.
- sal e pimenta preta q.b.
- 1 embalagem de massa quebrada

Confecção
À galinha e ervilhas, juntei os cogumelos laminados e levei a lume brando poucos minutos. Depois, deixei arrefecer, desfiei a galinha, rejeitando os ossos, e retirei os cogumelos e ervilhas do molho.
Levei, entretanto, as batatas e as cenouras a cozer em água temperada com sal. Depois, retire-os da água, corte a cenoura em rodelas e as batatas em quadradinhos pequenos.
Numa tigela, bata os ovos com as natas, junte salsa picada e tempere com sal e pimenta.
Tire a massa da embalagem e forre a tarteira, de modo a que fique um bocadinho para fora.
Disponha as batatas, a galinha, as ervilhas, as cenouras e os cogumelos na tarteira e regue com o molho de natas e ovos. Puxe levemente a massa para dentro com as pontas dos dedos.
Leve ao forno, já aquecido, cerca de 35 minutos (180º). Espete um palito para ver se a quiche está cozida.
Retire do forno, deixe arrefecer e sirva com uma salada.

OBS. Na falta da galinha estufada, uso frango que cozo em água temperada com sal, uma cebola e três dentes de alho. Passo os cogumelos por manteiga quente. Dispenso as ervilhas e, no resto, é tudo igual. Fica também bastante boa.

Bom apetite!

sexta-feira, fevereiro 23, 2007

ARROZ DE TOMATE


Adoro arroz de tomate. Malandrinho. Para acompanhar uns filetes de pescada ou um peixe frito. Acho que toda a gente sabe fazer, com mais ou menos variação. Só decidi colocar aqui, porque realmente gosto muiiiiiiiiittttttttttooooooooooo!!!


Ingredientes para 4 pessoas:
- 2 chavenas de arroz
- 5 chávenas de água a ferver (o da foto levou seis chávenas, mas acho que ficou mais malandrinho do que devia)
- 4 tomates grandes, bem maduros
- azeite
- 1 cebola
- 1 colher chá de açucar
- salsa (facultativo)

Confecção
Refogar a cebola no azeite. Quando estiver "murcha", juntar o tomate sem pele e partido aos bocados. Adicionar também a colher de açucar, para cortar a acidez do tomate. Deixar refogar e quando o tomate começar a desfazer-se, adicionar o arroz. Mexer e envolver bem com o tomate. Juntar a água a ferver e mexer mais uma vez. Cozinhar em lume brando. Quando o arroz estiver cozido, juntar a salsa e... servir!
Bom apetite


quarta-feira, fevereiro 21, 2007

Sopa de feijão verde


Gosto de ter sempre uma panela de sopa no frigorífico. Sobretudo quando está este tempo mais frio. Além de prático, é saudável e a única forma da minha filha comer legumes. Esta foi de feijão verde para aproveitar um restinho que estava quase a estragar-se.

Ingredientes:
- 1 cebola
- 2 cenouras grandes
- 200 g de abóbora sem casca
- 1 batata grande
- 1 nabo
- 1 tomate
- feijão verde
- azeite
- sal

Confecção
Regar o fundo de uma panela com azeite, o qual se leva ao lume com a cebola partida em rodelas finas. Quando esta começar a murchar, juntam-se a cenouras partidas às rodelas. Fica em lume brando mais ou menos 5 minutos, mexendo de vez em quando. Adiciona-se então dois litros de água bem quente. A este caldo junta-se a batata e o nabo partidos em bocados pequenos, assim como o tomate (facultativo), sem pele.
Fica a cozer. Quando os legumes estiverem macios, passam-se pelo passe-vite ou com a varinha mágica.
Leva-se novamente ao lume, juntando-se o feijão verde cortado em juliana. Quando este estiver cozido, adiciona-se o sal e... já está.

Bom apetite!

terça-feira, fevereiro 20, 2007

FRANGO DA ELIANA


Gosto pouco de frango, daquele que se compra no supermercado. Acho que não sabe a nada. Mas, às vezes lá tem de ser. Porém, quando vi esta receita no blog da Eliana (www.scaramal.blogspot.com), achei que devia ser gostoso, pela forma como o temperou. Hoje, dia de carnaval, como não fui trabalhar, decidi fazê-lo para o almoço. E resultou muito bem. Até a minha filha que, quando vê frango no prato, protesta sempre, acabou a dizer que estava bastante bom. Pena que eu me tenha distraído um bocadinho e o frango tenha acabado sem molho:)
Mas irei repetir, embora com cautelas, pois pede um refogado bem puxado e isso não é muito saudável...
Vou transcrever a receita como está no referido blog. Sublinho apenas que usei frango do campo (em termos de sabor não é muito diferente do outro, mas...).

Ingredientes
-1 frango em pedaços
- 350 ml de cerveja preta
- cebolas grandes bem picadinhas
- 3 colheres (sopa) de óleo
- 3 colheres (sopa) de salsinha

Para temperar o frango
- Sal
- Pimenta do reino em grãos (usei pimenta preta, não sei se é a mesma coisa)
- 2 dentes de alho
- 2 colheres (sopa) de vinagre de maçã

Confecção
Colocar num almofariz , o sal, alho e grãos de pimenta, até conseguir uma pasta. Tempere o frango com essa pasta e o vinagre e reserve.
Aqueça o óleo em uma panela de fundo grosso e acrescente as cebolas picadinhas e deixe refogar até quase queimar!!!! Diz a Eliana: "Tem que ficar bem mas bem douradinha mesmo". O melhor é obedecer!
Junte então os pedaços de frango com o caldo do tempero e deixe refogar até que esse caldo seque. Junte depois a cerveja e deixe cozinhar o molho vai reduzir e engrossar levemente. Polvilhe salsinha e sirva quente.

Bom Apetite!!

segunda-feira, fevereiro 19, 2007

Cebola, tomate e funcho gratinados


Este é um gratinado que faço algumas vezes para acompanhar carne. Além de simples e rápido, considero-o muito bom. No caso da foto, cobri com queijo ralado antes de ir ao forno. Mas, se regar apenas com um fio de azeite, suprimindo-se o queijo, não deixa de ser excelente.

Ingredientes
- cebola
- funcho
- tomate
- oregãos (facultativo)
- mistura de três queijos (emmental, mozzarela e gruyère)
- azeite q.b.

Confecção
Cobrir o fundo de uma assadeira com cebola às rodelas finas. Por cima, colocar o funcho, também ele partido às rodelas. A última camada é a do tomate, igualmente às rodelas. Pôr um pouco de sal, polvilhar com oregãos, regar com um fio de azeite. Finalmente, distribuir a mistura dos três queijos, ralado, sobre o preparado.
Levar ao forno já aquecido a gratinar. A 180º leva mais ou menos 20 minutos.

Bom apetite!

sábado, fevereiro 17, 2007

sexta-feira, fevereiro 16, 2007

Bolo fofinho de fécula de batata



Às vezes as aparências iludem. É bem verdade. E este ditado aplica-se na perfeição ao bolo da imagem. Está um bocadinho feio, o que se deve a alguma impaciência minha, que não o deixei arrefecer o suficiente antes de o pincelar com o creme. Mas de sabor é muito bom. Cá em casa é bastante apreciado.

Ingredientes para o bolo:
- 9 ovos
-250 g de açuçar
-135 g de fécula de batata
- papel vegetal para forrar uma forma rectangular

Para o creme
- meio litro de leite
- 2 colheres de sopa de açucar
- 2 gemas de ovo
- casca de limão
- 2 colheres de sopa de maizena

Confecção:
Separar as claras das gemas. Bater as claras em castelo e reservar. Misturar o açucar com as gemas e bater com a batedeira uns 15 minutos. Depois juntar a este preparado as claras, alternando com a fécula de batata. Envolver bem, sem bater.
Forrar uma forma rectangular com papel vegetal e untá-lo com um pouco de manteiga.
Levar ao forno já quente, entre 25 a 30 minutos (180º).

Creme: Misturar bem todos os ingredientes e levar a lume médio, até engrossar (mexer de vez em quando).

Montagem: Quando o bolo estiver frio, retirá-lo da forma e partir ao meio. Barrar uma das partes do bolo com o creme. Colocar a outra parte por cima e acabar de barrar com mais creme.

Bom apetite!


quarta-feira, fevereiro 14, 2007

segunda-feira, fevereiro 12, 2007

ROBALO NO FORNO

O peixinho que vêem na foto foi o meu almoço de domingo. Estava bastante bom. Ainda bem, porque este era do mar e teria sido uma pena a cozinheira de serviço ter estragado a matéria-prima, que era de muito boa qualidade. Acompanhei com umas batatinhas cozidas e uns legumes (feijão verde, cenoura e bróculos) que, depois de cozidos, salteei em azeite e alho.

Ingredientes
- 1 robalo
-2 cebolas médias
-4 tomates maduros
-2,5 dl de vinho branco
- metade de um caldo de peixe
- sumo de 1 limão
- azeite q.b.
- um raminho pequeno de salsa
- 2 dentes de alho
- sal e pimenta

Confecção
Desfazer o caldo de peixe no vinho e, numa assadeira, temperar o peixe com esta mistura, azeite, sumo do limão, salsa, o alho picado, sal e pimenta. Deixar o peixe assim por algum tempo (1 hora), coberto com uma folha de alimínio. Quando for para levar o peixe ao forno, que já deve estar quente, colocar em cima dele as cebolas às rodelas e os tomates partido aos bocados. Reguei com mais um bocadinho de azeite. Regar de vez em quando com o próprio molho.
O meu robalo terá levado mais ou menos 40 minutos a cozinha, em forno a 180 graus.

Bom Apetite

domingo, fevereiro 11, 2007

sexta-feira, fevereiro 09, 2007

Moscatel Roxo


Fresquinho... uma maravilha!



quinta-feira, fevereiro 08, 2007

LULAS DE FRICASSÉ



Como penso que já terei dito, comecei a cozinhar tarde. E por obrigação. Nunca aprendi em miúda e sempre achei que detestaria. Aliás, nos primeiros tempos de cozinha tinha tanta vontade de agradar, o stress era tanto e, como consequência, o resultado final era sempre... um desastre. Um dia pensei: se não gostarem, que vão ao restaurante!
Relaxei e tudo começou a correr um pouquinho melhor... Não muito (riso). Hoje em dia ainda há alguns cozinhados que resultam em algo intragável. Mas, pelo menos, ganhei o gosto de cozinhar e só tenho pena de não saber mais. Porém, como dizia sempre em qualquer discurso um antigo ministro da nossa praça, o "caminho faz-se caminhando"...
Tanta palavra apenas para dizer que esta deve ter sido uma das primeiras comidas que fiz e que se conseguiu comer. Hoje é um prato que faço com alguma regularidade e que não dá origem a reclamações.

Ingredientes
- 1 cebola bem grande ou 2 pequenas
- 2 dentes de alho
- 1 kg de tomate bem maduro (quando não tenho faço com uma lata de tomate aos bocados)
- 1 kg de lulas
- azeite q.b
- 1 malagueta (opcional)
- sal q.b
- 2 gemas de ovo
- 1 colher de sopa de mostarda
- sumo de limão a gosto
Confecção
Partir as cebolas às rodelas finas, assim como os dentes de alho. Levar ao lume com um pouco de azeite. Quando a cebola estiver "murcha", juntar o tomate sem pele (raramente tiro as sementes), partido aos bocados. Temperar com sal e juntar a malagueta. Deixar cozinhar e quando o tomate estiver a desfazer-se, tirar a malagueta e triturar o resto com a varinha mágica.
Juntar então as lulas inteiras, tapar a panela e deixar cozinhar em lume muito brando, até as lulas estarem macias.
À parte, numa tigela, misturar bem as gemas de ovo, o sumo de limão e a colher de mostarda. Ainda fora do lume juntar a este preparado um pouco do molho das lulas e mexer rapidamente. Depois misturar tudo com as lulas e servir. Se gostar pode polvilhar com salsa picada.

Bom apetite!


terça-feira, fevereiro 06, 2007

Canja




Esta foi mais uma das comidinhas do último fim-de-semana. Estava excelente!

domingo, fevereiro 04, 2007

COSTELETAS DE PORCO RECHEADAS

Foi um fim-de-semana tranquilo. Em casa. A minha filha tem na próxima semana quatro testes e então ficamos de "castigo". Pena porque hoje esteve um dia lindo, quase de Primavera! Mas, com ela, tem de ser mesmo assim. Não é grande amante dos livros de estudo. Os outros lê bastante, felizmente!
Como tal, fui obrigada a passar algum tempo na cozinha. E uma das refeições foi precisamente esta. Muito simples, mas muito saborosa.

Ingredientes:
- costeletas de porco do lombo
- uma fatia de presunto por cada costeleta
- 1 fatia de queijo mozarella por cada costeleta
- óregãos q.b
- sal q.b.
- ovos
- pão ralado
- óleo

Confecção:
Pedir no talho para abrir as costelas ao meio, até ao osso. Temperar com sal (cuidado porque o presunto tem sal). Rechear cada costeleta com uma fatia de presunto e outra de queijo. Sobre este recheio colocar uma pitada de óregãos (ponho quase nada, só mesmo para aromatizar). Fechar as costeletas e espalmar bem, para agarrar o recheio. Passar por ovo batido e pão ralado. Fritar em óleo.

Acompanhamento
Para acompanhar fiz um tagliatelle, também muito gostoso (não coloco foto porque ficou um desastre). Cozer a massa em água abundante. À parte, numa frigideira, colocar bacon aos quadradinhos a fritar na própria gordura. Juntra depois cogumelos frescos fatiados (ou de lata) e deixar cozinhar. A terminar juntar natas frescas. Fervilha um pouco. Colocar a massa. depois de escorrida, neste molho e servir.

quinta-feira, fevereiro 01, 2007

O primo da Carbonara


Como já disse aqui, tenho, durante a semana, muitos dias em que chego a casa tarde, cansada... Sei que, como eu, há muitas mulheres com o mesmo problema. É o "inferno" de se viver numa grande cidade! Nesses dias, quando não tenho nada adiantado de véspera, o lema é mesmo algo rápido de se fazer. O que não tem de ser mau, pelo menos para o paladar. E uma das soluções é este prato. Chamo-lhe primo da carbonara, porque a verdadeira carbonara não é bem assim que se faz. Cá em casa gostam muito, a criança pequena e a criança mais crescida (riso).
Também acho que é uma solução agradável, mais ainda quando feito com tagliatelli...

Ingredientes
- Massa
- Bacon
- Natas frecas
- Queijo parmesão fresco

Confecção
Não vou colocar doses, porque faço sempre a olho. Ponho a massa (esparguete ou outra) a cozer em água abundante (deito sempre uns pingos de vinagre, para a massa não colar quando cozida). À parte, ponho o bacon numa frigideira anti-aderente a fritar ligeiramente na própria gordura que tem. Junto depois um pacote de natas frescas e deixo fervilhar um pouco. Nessa altura, ralo sobre este preparado queijo parmesão fresco. Envolvo bem com uma colher de pau. Misturo a massa, depois de escorrida, neste molho e sirvo.
Bom apetite!